Empresa especializada em vendas de imóveis de médio/alto padrão

Empresa especializada em vendas de imóveis de médio/alto padrão

Não é nenhuma novidade que entre a maioria dos brasileiros, um sonho é compartilhado igualmente: o primeiro imóvel próprio comprado. Embora seja possível, não é uma conquista muito fácil. Sabe por quê? Pelo fato de que apartamentos, casas e terrenos têm um preço elevado, atualmente. 
 

Seguindo esse pensamento, a maioria de nós brasileiros se planejam muito, além de fazer diversas pesquisas em busca da oportunidade de realização do sonho. Se você quer comprar a casa própria, porém entende que não tem condições suficientes para executar o pagamento à vista, existem duas opções: consórcio ou financiamento de imóveis. 
 

Mesmo sendo muito procuradas, essas duas escolhas cultivam muita curiosidade no que se refere às suas características e benefícios. Você sabe qual é o mais vantajoso? É uma pergunta muito comum, não é mesmo? Mas, para descobrir a resposta, é preciso compreender o funcionamento dessas duas modalidades na prática. 
 

Pensando nisso, criamos este artigo para te auxiliar a descobrir a melhor opção para o seu bolso, além de destacar as principais diferenças entre as modalidades bem como seus prós e contras. Você vai sair daqui apto a decidir qual a melhor forma de realizar o seu sonho da casa própria. Está pronto? Vamos lá! 

Consórcio: Como funciona? 

De uma forma simples e direta, consórcio é uma opção de crédito na qual várias pessoas se reúnem e pagam parcelas mensais a uma administradora de consórcios, esse que é o responsável por realizar toda a organização do grupo e dos recursos. Assim, a empresa fica a cargo de reunir indivíduos que buscam comprar um bem em comum, considerando uma faixa de valor específica, podendo ser imóvel, terreno, veículo, entre outros. 
 

Todas as mensalidades pagas mensalmente devem ser suficiente para comprar, pelo menos, um bem por mês. Há consórcios que possuem uma quantidade grande de participantes e, nesses casos, são várias as pessoas que acabam sendo contempladas no mesmo mês. 
 

Durante as Assembleias que são realizadas mensalmente, acontecem sorteios. Para explicar melhor, nesse processo é sorteado um participante e ele recebe uma carta de crédito de acordo com o valor contratado no início do consórcio. Porém, o consorciado continua pagando as parcelas até o fim do prazo contratado. 
 

Além de ser sorteado mensalmente, é possível ganhar a carta de crédito antes do final do prazo ao ofertar lances que, em outras palavras, são valores proporcionais a uma parte do bem. Sendo assim, é válido ressaltar que, de acordo com cada administradora, existem várias modalidades de lance. No entanto, é importante mencionar que os percentuais variam de acordo com as regras da administradora do consórcio. 
 

Para te deixar por dentro do que estamos falando, ao ofertar um lance, o consorciado dita o valor que poderá pagar. Assim como o sistema de um leilão, para que ele seja escolhido, é essencial que o seu valor oferecido seja um dos maiores do grupo. Quando o assunto é lance fixo, a administradora estabelece um percentual. Por exemplo, se ele for de 20%, o consorciado deve pagar essa mesma porcentagem do valor total de crédito para ser contemplado. 

Mas, quais são as vantagens do Consórcio?

Esse é um ponto muito importante a ser discutido, pois é responsável por virar a cabeça de muitas pessoas. E sabe qual é esse ponto tão falado? A burocracia. A partir do momento que você deseja contratar um consórcio, a burocracia acaba sendo bem menor que a de um financiamento bancário, por exemplo. Além do mais, outro ponto positivo em um consórcio é a possibilidade de não oferecer um valor de entrada e graças a isso é possível guardar dinheiro para utilizá-lo em forma de lances nas assembleias. 
 

É muito comum vermos o saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) sendo utilizado como entrada no financiamento. Além disso, este valor também pode acabar sendo usado na oferta de lance no consórcio, antecipando sua contemplação. E tem mais, mesmo com isso tudo, ele pode ser também um complemento, somado à carta de crédito do consórcio. 
 

Uma outra vantagem essencial do Consórcio é que não existe incidência de taxas de juros. Somente uma taxa de administração é cobrada pelas administradoras. Desse jeito, é fundamental que você compare as diversas taxas cobradas entre cada empresa, mas uma coisa é certo: essas mesmas taxas serão menores que os juros bancários. 
 

Se chegamos até aqui e mesmo assim você ainda tem dúvidas sobre as garantias de um consórcio, saiba que nós entendemos e é totalmente compreensível. Entretanto, para te deixar mais seguro, é importante que você saiba que as operações de consórcio são fiscalizadas pelo Banco Central e que as administradoras necessitam de autorização para poder oferecer os serviços. Existe uma fiscalização em tudo. Conhecida também como Lei dos Consórcio, a nº 11.795/2008 é a principal lei regulamentadora do setor. 

E as desvantagens do Consórcio, quais são? 

Aqui neste post já pudemos ver que, com um Consórcio, é possível contornar a demora até a contemplação através dos lances. No entanto, torna-se um fator negativo a demora em conseguir o imóvel ou qualquer outro bem. Além do mais, se você não deu o maior lance, terá que esperar até a próxima assembleia para poder fazer um novo lance. 
 

Uma dica muito bacana para te ajudar nesse momento, é que você observe o histórico dos grupos, se houver uma certa pressa na contemplação. Assim, é mais possível se planejar melhor e ter uma ideia do valor necessário para oferecer nos lances. Tenha sempre em mente, que um dos passos ao pensar em entrar num consórcio, é realizar uma boa pesquisa entre as administradoras. 
 

Se você tem uma maior urgência em ter o crédito, solicite os resultados das assembleias anteriores. Isso pode significar que há chances de você ser contemplado logo no início do contrato ou somente no final. Só depende do prazo contratado, que pode variar entre 5 e 15 anos. As parcelas serão reajustadas a cada ano, nesse período, pelo INCC (Índice Nacional de Construção Civil) para que assim seja garantido o poder de compra do consorciado. 

Mas, afinal, como funciona o Financiamento? 

Em uma explicação mais simples, porém completa, Financiamento se trata de uma modalidade de compra parcelada, disponibilizada pelos bancos, e que ocorre por meio da liberação de recursos para a aquisição do imóvel, mediante uma análise detalhada de crédito e cobranças de juros. 
 

Se contratado o financiamento, você recebe o bem e é assumido um empréstimo, assim realizando pagamentos de parcelas mensais durante um período determinado, que pode ser de muitos anos. Varia de acordo com o perfil financeiro de cada cliente o valor que o banco disponibiliza, assim como as taxas de juros. 
 

Podendo variar de acordo com a negociação feita com a instituição bancária, as parcelas mensais podem ser decrescentes ou estáveis. 

Financiamento: quais são as vantagens? 

Os valores são liberados assim que há o cumprimento de toda a burocracia e o preenchimento dos requisitos importantes e necessários. Há também a possibilidade de utilizar o FGTS para amortizar parcelas ou ainda dar um valor maior de entrada, o que significa pagamentos mensais menores ou em um prazo mais curto para que as dívidas sejam quitadas. 

Quais são as desvantagens do financiamento?

Inicialmente, é necessário enfrentar a burocracia do processo e entregar documentos que comprovem sua renda, além de apresentar um histórico de crédito impecável. Se você é um interessado em financiamento, pode buscar os bancos que já são clientes para agilizar os trâmites, porém isso não garante a liberação do recurso. Em contrapartida, quase que sempre, é necessário oferecer minimamente 30% do valor do imóvel como entrada. 
 

Logo após, passadas as burocracias, é necessário lidar com as altas taxas de juros cobradas. Além do mais, elas podem influenciar de forma negativa no valor final pago pelo imóvel. Dessa forma, são dificultados os momentos em que a economia está instável, até porque os bancos se tornam mais preocupados em disponibilizar crédito, como forma de proteção contra a inadimplência. 
 

Outra desvantagem é a necessidade de apresentar um analista, a pessoa que “arcará” com o crédito caso você não o realize. Existe também a possibilidade de devolução do imóvel, caso não haja possibilidade de quitar o saldo devedor. 

Consórcio ou Financiamento: qual a melhor opção?

Chegamos ao ponto mais importante do post. Qual a melhor opção para realizar o sonho da casa própria, Consórcio ou Financiamento? E como você já viu logo acima, essas duas modalidades possuem suas próprias vantagens e desvantagens no momento de compra do imóvel quando não se tem valor integral. 
 

É super importante explicar que não há uma forma de pagamento melhor que a outra, tudo depende da sua atual situação financeira. O consórcio ou financiamento são muito válidos, mas é uma escolha sua quais das duas opções melhor cabem no seu bolso. Além do mais, você já conhece os prós e contras de cada uma delas. 
 

Você não tem uma entrada e nem tem pressa para adquirir seu imóvel? A melhor solução é aplicar um Consórcio, isso graças a possibilidade de você poder guardar seu dinheiro enquanto participa de sorteios e tem opções como lances mensais nas suas assembleias. 
 

Porém, se há uma certa urgência para realizar o sonho da casa própria, fazer um financiamento com uma boa instituição pode ser mais atrativo. 

Conclusão 

Chegamos ao fim de mais um conteúdo e hoje você teve a oportunidade de descobrir os prós e contras de um Consórcio ou Financiamento no momento de realizar o sonho da sua casa própria. 
 

Esperamos que você tenha chegado até aqui e esteja pronto para definir qual a melhor modalidade para o seu bolso. É Consórcio ou Financiamento? Agora você está por dentro dos seus mais principais fatores positivos e negativos e pode escolher o mais acessível. Realizar o sonho do imóvel próprio é uma opção e queremos que você possa ter as melhores. 
 

Você já conhece o CV - Construtor de Vendas, o CRM mais completo do mercado imobiliário? Agora, através do CV, você tem uma visão ampliada da sua incorporadora. Além de acompanhar seu lead desde a sua prospecção até o pós-venda, sua incorporadora tem toda a experiência de ter o CRM com as melhores integrações e o mais completo pós- venda, facilitando todo o seu trabalho e aumentando as vendas.
 

Gostou do conteúdo e quer ler mais outros como esse? Continue aqui em nosso blog, você vai ter muitas dicas e informações sobre o mercado imobiliário te esperando. 






Fonte: https://construtordevendas.com.br/blog-leitura/1135/consorcio-ou-financiamento-qual-a-melhor-opcao-para-adquirir-um-imovel

ENCONTRE UM IMÓVEL

© 2021 | Desenvolvido por Orions Sites