Empresa especializada em vendas de imóveis de médio/alto padrão

estrutura-do-imovel-o-que-avaliar-para-nao-cometer-erros-na-hora-da-compra - Lilian Agostinho Imobiliaria em Guaratinguetá

Problemas na estrutura do imóvel podem ser identificados com alguns sinais. Veja quais são eles e como identificar sua origem.

Comprar um imóvel exige muito cuidado e atenção. Estamos falando de um investimento de longo prazo, e na maioria dos casos, no sonho de vida de uma família. Desse modo, atentar-se a alguns detalhes é importante para que a compra seja feita de maneira segura e minimizando os riscos. Uma questão muito importante é a estrutura do imóvel.

Sinais como infiltrações e rachaduras podem ser indícios de um imóvel comprometido. Por outro lado, outros pontos mais discretos podem passar despercebidos e esconder problemas sérios na propriedade. Desse modo, é importante aprender a reconhecer o que avaliar na estrutura do imóvel para não cometer erros na hora da compra. Confira!


Problemas na estrutura do imóvel: conheça os sinais

Um imóvel com problemas estruturais dificilmente não apresenta sinais de que algo está errado. Assim, é importante sempre se atentar a esses indícios para evitar uma compra que te trará dores de cabeça, ou identificar as necessidades de reparo em sua casa:

Fissuras, trincas e rachaduras


Quando falamos em fissuras, nos referimos a aberturas superficiais, geralmente até 0,5mm e podem ser encontradas em pinturas ou azulejos. Elas afetam tanto a estética quanto a durabilidade dos materiais. Aqui, vale ressaltar que a presença de fissuras não necessariamente indica um problema na estrutura do imóvel. Contudo, elas podem se agravar e sua evolução pode causar problemas para a edificação.

Enquanto isso, as trincas são aberturas maiores que 0,5mm e menores de 1,0 mm. Para elas é importante dar mais atenção para as fissuras, pois sua presença pode indicar sinais de problemas na estrutura do imóvel.

Maiores que as trincas, as rachaduras possuem maior espessura e são mais fáceis de identificar. Elas requerem mais atenção pois oferecem sérios riscos à estrutura da propriedade e caracterizam um problema maior.

Mofo e bolores

Os mofos e bolores causam muito desconforto visual, prejudicando a estética do ambiente. Além disso, também são fatores prejudiciais para a saúde, principalmente para pessoas que já apresentam problemas respiratórios. Podendo causar mau cheiro, ocorrem em função da proliferação de fungos na propriedade, e são muito comuns em locais quentes e úmidos como banheiros e lavanderias.

Além disso, mofos e bolores podem ser indícios de problemas como infiltrações e vazamentos nas tubulações. Assim, se identificá-los em sua residência, talvez seja um sinal de que é preciso se atentar a problemas na estrutura do imóvel, descobrindo a origem do problema.

Paredes descascadas


Essa questão pode estar simplesmente relacionada à idade da edificação. Contudo, é preciso ter atenção pois também pode ser um sinal de que existem problemas no imóvel. Elevada umidade no local, vazamentos e infiltrações ou até má utilização dos materiais utilizados estão entre as causas das paredes descascadas. Esse problema, quando não corrigido, pode ocasionar a desvalorização da propriedade e até a perda de um negócio imobiliário.

Quando uma parede descascada tem como origem infiltrações o problema pode ser mais complexo. Assim, busque verificar os motivos do surgimento desse problema e evite a perda do valor do imóvel, já que as correções podem ser caras e trabalhosas, desmotivando os possíveis compradores.

Problemas no revestimento


Revestimentos como azulejos, placas e pisos são materiais que comumente apresentam deslocamentos. Contudo, o motivo dessas falhas pode ser um problema na estrutura do imóvel e requer atenção.

Dentre os problemas que podem ser identificados está a falha no assentamento desses materiais. Ou seja, o problema começou no processo de colocação dos revestimentos e podem estar ligados a erros específicos da argamassa, por exemplo. Contudo, o descolamento dos revestimentos pode indicar a existência de vazamentos e infiltrações.

Garantir o bom estado de azulejos e pisos é fundamental para o imóvel. Isso porque, eles impedem que agentes externos prejudiquem o imóvel, impedindo o desgaste e deterioração dos materiais empregados na construção. Se os revestimentos possuem uma função que vai além da estética, eles podem indicar problemas na estrutura do imóvel e o seu descolamento também pode representar riscos à segurança dos moradores quando ocorrem na parte externa do edifício. Assim, é sempre importante se manter atento e garantir uma vistoria regular da propriedade.


Falhas no concreto


As falhas na concretagem são definidas por espaços não preenchidos no concreto. Elas podem ocorrer em pilares, paredes vigas e lajes e são muito perigosas. Suas causas podem ir desde um erro durante o processo de concretagem até deformações na estrutura. No primeiro caso, o problema pode estar no lançamento e adensamento do concreto, ou até na não execução das normas desse processo. Assim, ocorre a possibilidade de o concreto apresentar um maior número de vazios, prejudicando seu desempenho.

Além disso, as falhas podem ser resultado de um erro no detalhamento da armadura, um processo que define sua posição e dimensões. Esse problema afeta tanto a estética quanto a estrutura do imóvel. Ele afeta sua resistência e durabilidade, podendo evoluir para problemas mais sérios como a deformação na estrutura e no pior dos casos o seu colapso. Assim, é fundamental se manter atento aos espaços ou buracos no concreto e sempre buscar um profissional qualificado para realizar os seus reparos.


Problemas na estrutura do imóvel e os contratos de aluguel


Problemas na estrutura do imóvel alugado podem ir desde problemas na fiação, vazamentos, entupimentos, problemas no telhado, cupins, entre outros e devem ser reparados pelo proprietário. Isso porque, todos os problemas ocultos ou imperfeições pré-existentes ao contrato são de responsabilidade do proprietário.

Para evitar problemas, é sempre recomendado que se faça uma vistoria antes de assinar o contrato, e o seu laudo deve ser anexo ao contrato. Nos casos em que o inquilino observa algum problema relacionado à estrutura do imóvel que não conste no laudo, é preciso comunicar ao proprietário ou mesmo à imobiliária para que as questões sejam solucionadas.

Dependendo da gravidade do problema, a rescisão do contrato pode ser requisitada sem que haja a incidência de multa, por exemplo. Além disso, pode ser que os reparos necessários demandem a desocupação da propriedade por parte do inquilino. Caso isso ocorra, é possível que exista a redução proporcional do aluguel pelos dias que o inquilino não pode usufruir do bem.


Confiança na hora de comprar um imóvel


Alguns sinais podem indicar problemas na estrutura do imóvel. Dentre eles podemos citar rachaduras, trincas, mofo e até mesmo descolamento dos revestimentos. A origem dessas falhas pode ser um simples vazamento ou até mesmo falhas na concretagem que podem resultar no colapso do edifício e por isso é importante contar com a avaliação de profissionais confiáveis.


Comprar um imóvel envolve alto investimento e por isso é fundamental realizar essa transação com uma imobiliária de confiança. Isso reduz os riscos inerentes ao negócio. 





Fonte: https://blog.casamineira.com.br/estrutura-do-imovel-o-que-avaliar-para-nao-cometer-erros-na-hora-da-compra/











ENCONTRE UM IMÓVEL

Desenvolvido por Orions Sites